Bruno Covas Escolhe Ex-Petista Acusado na Lava Jato Para Ser Diretor de Hospital Público

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), nomeou o ex-deputado federal petista Cândido Vaccarezza (Avante), para o cargo de diretor do Hospital Dr. Ignácio Proença de Gouvêa, na zona leste da capital de São Paulo.

O ex-parlamentar, que foi líder dos governos Lula e Dilma na Câmara dos Deputados, é réu por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha na Operação Lava Jato. Ele é acusado de receber propinas com mais nove pessoas no valor de US$ 2.1 milhões, e ainda responde pela ação penal. Vaccarezza chegou a ser preso em agosto de 2017 na Operação Abate.

Vaccarezza também é investigado em desdobramentos da Operação Calvário, que investiga um escândalo de corrupção na saúde da Paraíba e do Rio de Janeiro. De acordo com a delação do empresário Daniel Gomes, preso na operação, Vaccarezza teria recebido propinas em troca da intermediação de contratos de saúde do Rio de Janeiro durante a gestão do ex-governador Sérgio Cabral.


 

Compartilhe:

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta