Polícia Militar de São Paulo Presta Continência a Manifestantes da Avenida Paulista

Em um gesto mais do que simbólico, mas que é um claro recado aos governantes e à classe política que atua contra os interesses da população de bem, a Polícia Militar do Estado de São Paulo prestou hoje uma homenagem aos manifestantes que protestaram pacificamente na Avenida Paulista contra o governador-ditador tucano João Doria: os policiais ficaram em formação, tocaram as sirenes das viaturas e prestaram a continência ao povo na rua.

O recado dado ao ditador tucano João Doria foi claro: a Polícia Militar existe para servir ao povo, para proteger a população contra a criminalidade e atua segundo a lei, e não se presta ao papel de guarda pretoriana de aspirante a ditador que aproveita-se da situação de epidemia para impor medidas ilegais e autoritárias, como João Doria vem fazendo. Os dois vídeos abaixo mostram o momento da homenagem.




27 COMENTÁRIOS

  1. A frase original e verdadeira é esta: Quem não cansa de passar vergonha é a esquerda fracassada, invejosa, corrupta e mal caráter. Seus apoiadores não tem a quem apoiar ninguém presta.

  2. Puta que pariu, o Gado não tem vergonha… comem capim e cagam mentiras…
    Perecem os débeis mentais do Lulopetismo Mortadelas. Bolsonaristas são iguais aos Petistas… ambos são lobotomizados.

  3. Não confie na PF, nem na Globo, nem OAB, nem OMS, a informação quentuxa é WhatsTV o canal da verdade 🙈🙊🙉

  4. E a faixa escrito :Fora Doria” que estava na manifestação foi colada nos filmes? Acorda Dona Andreia eu estava lá você não.

  5. …cada um acredita no q lhe convém, eu acredito na vdd de amigos militares q ñ suportam mais prender e o STF soltar, fora corruptos.

  6. Mas la foi um protesto com certeza,pois não era o lugar deles se manifestar ao soldado morto,deu a entender que apoia nos manifesto

  7. Aí dentro😅🤣😅🤣😅🤣😅🤣😅🤣😅🤣😅🤣😅🤣😅🤣😅🤣😅🤣😅🤣😅🤣

  8. Fake News. A continência não era aos manifestantes.
    Procurem saber melhor as coisas.
    A continência era em homenagem a um policial militar que estava sendo enterrado as 16h.

  9. Muitíssimo obrigado militares..Estão salvando um povo , o qual suas famílias estão envolvido.
    Nosso país é lindo de viver. Não pode ser administrado por irresponsável, jamais.
    Bolsonaro é o presidente escolhido, com responsabilidade , por todos nós e, tem mostrado essa honestidade e integridade para com o povo. Desejamos mudança. Esse grupo do mal deve ser extirpado de nossa terra.

  10. Isso foi lindo. Já que o exército não faz nada o povo fará. A Polícia Militar mostrou que é povo e está com o povo. O Brasil mudou.

  11. Polícia Militar homenageia soldado que morreu em serviço
    Além de homenagem e toque de silêncio durante o sepultamento, militares de todo o Estado prestaram continência ao soldado
    A Polícia Militar homenageou, na tarde deste domingo (24), o soldado Lucas Alexandre Leite, de 25 anos, que faleceu em serviço na noite de ontem, na zona leste da cidade de São Paulo.

    Durante o sepultamento, realizado do Mausoléu da PM, localizado no centro da Capital, policiais militares do 2º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M), a qual pertencia a vítima, o honraram com continência individual e toque de silêncio.

    A cerimônia aconteceu de forma breve, diferente do que é comumente realizado, devido a situação sanitária em que o país se encontra e na impossibilidade de reunir muitas pessoas nesse último ato que merece um PM que dedicou à vida em prol da população.

    Além disso, durante a tarde, em todo o Estado, os policiais do serviço operacional, que não estavam no atendimento de emergência, pararam as viaturas, acionaram as sirenes e prestaram continência ao soldado durante um minuto.

    A cerimônia é uma tradição há anos na Polícia Militar para homenagear os heróis da instituição.

    https://www.ssp.sp.gov.br/LeNoticia.aspx?ID=47746

  12. A continência é respeito a Bandeira Nacional também indiretamente aos que ela carregam. Bela e linda atitude da PMSP.

  13. Esse gesto dos Policiais Militares foi em honra a um companheiro que faleceu durante a madrugada em acidente de viatura durante atendimento de ocorrência e estava sendo sepultado naquele momento, ato este chamado de ” Um minuto de sirene “.
    Nada tem haver com o protesto.

  14. Não obstante essa benevolência de vossa interpretação deste ato, factualmente essa homenagem infelizmente não pode ocorrer, dada a necessidade de neutralidade política instituicional da Polícia Militar do Estado de São Paulo. Entretanto, se quiserem saber o que a esmagadora maioria dos PMs pensam, procurem ler as manifestações das associações de policiais militares, as quais podem falar por eles para além das amarras impostas pelos rígidos códigos disciplinares.

  15. Essa atitude da Polícia Militar tem dignidade.
    Me arrepio e bato continência a esses guerreiros que se doam e são tão mal remunerados.
    Viva a PM de São Paulo.
    Meus respeitos.

  16. Boa noite senhores.

    Hoje, 24 de Maio de 2020, a Polícia Militar do Estado de São Paulo fez um minuto de sirene e continência, devido o falecimento em serviço, do Sd PM Alexandre, na noite passada durante uma perseguição.

    O condutor da viatura perdeu o controle no deslocamento, por motivos a serem apurados e chocou-se num muro.

    O Sd PM Alexandre foi socorrido e não resistiu aos ferimentos.

    Há alguns anos, prestamos essa homenagem em todo o território Paulista no horário do sepultamento do guerreiro que se vai.

    Executamos um minuto de sirene e continência. É uma homenagem póstuma.

    Não teve nada a ver com as manifestações que ocorriam na Av Paulista.

    Como Instituição, devemos ser imparciais nos embates políticos que assolam toda a nação nos dias de hoje.

    Cap PM Mario – Cmt 3ª Cia do 7ºBPM/M

    • Obrigado pela informação, Cap Mario. Em primeiro lugar lamentamos profundamente a morte do referido policial, e ficam aqui registrados nos sentimentos de pesar à família e à corporação. Quanto ao gesto em si, essa foi a interpretação dada pelos manifestantes presentes no ato, conforme descrevemos na matéria. Historicamente sabemos que sempre houve uma relação harmoniosa entre a Polícia Militar e os manifestantes de verde-amarelo na Avenida Paulista, e esperamos que assim continue.

Deixe seu comentário