A Fraude Científica da Revista The Lancet & da OMS Contra a Hidroxicloroquina

por paulo eneas
Uma operação de fraude científica em escala mundial está em andamento contra o uso da hidroxicloroquina. A fraude está sendo executada pela Organização Mundial de Saúde e pela revista médica britânica The Lancet. O estudo publicado pela revista a rigor não é um estudo, mas um survey (levantamento) de registros de casos, onde a hidroxicloroquina foi administrada a pacientes já em estágio avançado grave da doença do vírus chinês.

Diversas experiências no mundo mostram que o medicamento deve ser administrado nos primeiros dias, e seu uso em estágio avançado não produz efeito e não impede que o paciente evolua para o óbito. O que a OMS e a revista The Lancet estão criminosamente fazendo é atribuir à hidroxicloroquina a causa das mortes destas pessoas, o que constitui uma gigantesca fraude científica.

Em decorrência desses “estudos”, a OMS decidiu suspender as pesquisas que vinha fazendo com o medicamento. Essa suspensão poderá fazer com que em alguns países os médicos fiquem proibidos de prescrever o medicamento no início da doença para seus pacientes, condenando assim milhares deles a morte. Mais tarde traremos reportagem completa no Crítica Nacional.


 

104 COMENTÁRIOS

  1. Pelo jeito você não tem conhecimento da prática do uso da medicação que tem mostrado bom resultados e sem efeitos adversos graves na fase inicial da doença.

  2. Porque voce acredita que ciencia é a resposta destes cientista, vai perguntar para quem usou e curou, e apara os medicos que prescrevem. A Prevent Senior prescreve a hidroxicloroquina e tem tido otimos resultados!

  3. Impressionante. Preferem acreditar nos artigos do Didier Raoult que são claramente fracos, cientificamente falando. A hidroxicloroquina possui boas evidências in vitro, mas fallha totalmente in vivo. Não existem modelos animais que apoiam. Os estudos em humanos apoiando são fracos. Os melhores estudos em humanos não apoiam.

  4. Sei da história da Lancet. mas isso não evita que hoje ela esteja tomada por um viés ideológico, a exemplo da OMS e da Fiocruz. A área da medicina, e particularmente da farmacologia, infelizmente comporta muitos interesses financeiros e ideológicos (estão interconectados), de modo que tudo o que se publica hoje precisa ser examinado com muito cuidado. Tudo, de qualquer vertente, qualquer ideologia, qualquer país.

  5. Isso não é verdade. Fiz análise completa e pormenorizada do artigo e enviei ao The Lancet. O estudo é fraude sim, preenche todas as características descritas no livro “Como mentir em estatística” e outras barbaridades.
    Dr Prof Honório S Menezes.

  6. Não foi um estudo, foi um compilamento de dados de computador inseridos por mais de 600 hospitais nos cinco continentes. Tentei achar a lista dos hospitais que fizeram parte desse compilamento mas não achei. Queria saber quais hospitais no Brasil fizeram parte desse compilamento mas não consegui.

  7. aconselho dar uma pesquisada no The Guardian… periódico inglês que publicou matéria a respeito… esta provado que o pseudo estudo nada mais foi que um experimento mal sucedido por inépcia dos autores… da uma lida e depois volta… abco

  8. Oh Anônimo, seja lá quem for. O tal do “estudo cientifico”, nunca foi um estudo e, muito menos, cientifico. Então, se vc ñ é da área de pesquisa médica, e não tem a menor noção do que seja ou de como se realiza um estudo cientifico de verdade, é melhor ficar quietinho pra não escrever besteira. E da próxima vez, se existir uma próxima vez, não se esconda atrás do anonimato, tenha a coragem e a dignidade de dizer quem vc é.

  9. Em 1983 eu tive que tomar a Cloroquina, na época era conhecida pelo nome de Amodiaquina ou Primaquina, sendo o mesmo princípio ativo. Eu estava com a ”Falcíparo” uma das vertentes da malária, lá nas margens do rio Tapajós, no Pará e, não perdi a vida devido ao medicamento que era distribuído de graça pela SUCAM. Não senti nada em relação aos tão falado efeitos colaterais. Eu sobrevivi por causa desse medicamento ”HIDROXICLOROQUINA”. Graças a Deus.

  10. Se eu tomar uma simples novalgina tb posso morrer… isso significa q qq medicação pode agir assim. Cada caso é um caso. O que é bom pra um pode não ser para putro.

  11. The Lancet é uma revista científica sobre medicina publicada semanalmente e com revisão por pares. É uma das mais antigas e conhecidas revistas médicas do mundo e descrita como uma das mais prestigiadas.
    É publicada pela Elsevier no Reino Unido pelo Lancet Publishing Group. O periódico foi fundado em 1823 pelo cirurgião e membro do parlamento inglês Thomas Wakley (1795 – 1862), que manteve-se como editor até à velhice, auxiliado e sucedido por um de seus filhos.
    Em 2014, no Journal Citation Reports, The Lancet foi classificada em segundo lugar dentre as revistas médicas (fator de impacto 45), atrás apenas do The New England Journal of Medicine (fator de impacto de 56).

  12. A Lancet é a publicação mais suja que existe. Já deveria ter sido fechada e banida. Basta digitar ”Lancet fraudes”. Protagonizou um dos maiores escândalos de publicação ”científica no mundo”. Não é a única, essas revistas aceitam qualquer uma publicação desde que se pague o preço, chegam a oferecer promoções por 2 ou 2 mil euros para quem quiser publicar artigo. Fraude em revistas, em pesquisas ( o caso do ovo vilão do colesterol) são tantas e tantas que até o ”herói” da Talidomida foi pego em fraudes e banido da comunidade. As fraudes são comuns no Nobel, é tanta vigarice que até dissolveram algumas comissões de ”analistas” de laureados.

  13. Isso mesmo…o pior de tudo é vermos uma OMS que deveria lutar pela HCQ , pela sua indicação em casos precoces , salvando vidas , analisando sérios trabalhos científicos , trai o Mundo por interesses politicos e financeiros…vendidos , hipocritas.Maior espanto é uma revista de renome mundial (the Lancet) permitir essa publicacao com todas as falhas existentes …é o fim

  14. Bom dia, sou policial militar do estado de Pernambuco e tive início de covid-19 no fim de abr20 para início de mai20, e lá no hospital da PMPE FUI medicado com hidroxicloroquina e tive que assinar um termo que concordava com a ingestão desse medicamento, bom estou VIVO GRAÇAS A hidroxicloroquina, quem não quiser tomar não tome, ninguém é obrigado, sim passei 7 dias internado tomando hidroxicloroquina e estou vivo.

  15. Um médico australiano refutou o estudo… procura no Google e vc acha a matéria! O tal estudo e fake e ele prova isso!

    • Se aqui está cheio de experts refutando sem nenhum aprova, porque iríamos acreditar em um pseudo médico australiano? Vocês comem alfafa mesmo…

  16. Vc claramente não entende nada de trabalho científico. Esse “levantamento” não tem nada a ver com a eficácia da hidoxicloroquina. É uma farsa medonha.

  17. E pior ainda é um cara que não existe(anônimo), questionar outro por ter esclarecido a farsa dessa OMS, que até agora não acertou em nada!!!🤣🤣🤣

  18. Por acaso vc chegou a ler que a rigor não foi um estudo, mas um “levantamento” onde escolheram apenas os pacientes em estado mais crítico e que provavelmente já viriam a óbito babaca ?

  19. Os resultados do trabalho são colocados como inconclusivos… parece, sugere,… os grupos de pacientes tratados eram significativamente mais criticos segundo as tabelas publicadas… o inicio do tratamento foi até 48 horas após o diagnostico… Não definem o quadto clínico. Estudos dessa natureza sempre serão inconclusivos, e os autores evitam serem processados por fraude ao apresentarem resultado inconclusivo, apesar da manchete em grandes letras sugerir piora do quadro com o tratamento… o trabalho foi patrocinado sim (apoiado) por grandes laboratórios do mundo…
    Nao posso afirmar que essa droga seja eficaz. Porém posso afirmar que é utilizada no Brasil desde a década de 1940, maioria das vezes “prescrita” por tecnicos da “SUCAM”. SEM efeitos colaterais significativos….

  20. A OMS É COMUNISTA E OMISSA,FICARAM EM CIMA DO MURO.
    ELES DEVERIAM RENUNCIAR EM CONJUNTO,SÓ LEVAM DINHEIRO. ESTÃO EM OUTRO PLANETA.

  21. O cara acusa de fraude sem prova alguma um estudo científico com 96 mil pessoas kkkkkkkkkkkkkk. Não sei o que é pior, quem escreve isso ou quem acredita kkkkkkkkk

    Amigão, fica a dica: NÃO SE REFUTA ESTUDO CIENTÍFICO COM OPINIÃO!

    • Realmente não se refuta um estudo científico com opinião, mas se refuta com mentiras e acusações sem provas! O Brasil se tornou um reino de imbecis regidos por um lunático que acha que entende mais de medicina que os médicos!

  22. Márcio, parabéns. Disse com poucas palavras o que está acontecendo aqui no Brasil. E pelo número de idiotas esquerdistas que está aparecendo vai faltar grama, não vai sobrar nada nem para os bovinos do Brasil.

  23. Os caras do exército toma esse remedio.. o pessoal da Amazônia toma isso pra febre amarela…os efeitoa colaterais são similares a Novalgina… então Oms vai pra casa do caralho…

  24. A hidroxicloroquina tem ação in vitro na replicação viral,portanto para ter ação in vivo na Covid teria que ser usada nos primeiros dias de sintomas,e não quando os pulmões já estão comprometidos . É bastante suspeito uma revista que já teve a credibilidade da Lancet,colocar um artigo tão chinfrim como este,os próprios autores confessam suas fraquezas ! Muito estranho e mais ainda a posição da OMS ao fiar-se em trabalho por demais tendencioso!

  25. Quem fez uma breve leitura sobre a pesquisa e não teve preguiça, viu que a primeira preocupação foi retirar as pessoas que já tinha mais de 48h de contágio e que já estavam se tratando com outros medicamentos. Ou seja, foram pacientes em INÍCIO de contaminação e que SÓ trataram com cloroquina. Não tenham preguiça! Procurem a informação na fonte!

  26. Aqui no bairro onde moro tb fizeram uma “pesquisa científica” e indica que eleitor vermelho come capim. Kkkkkkkk

  27. Leram sim e eu também li. Sou médico há quarenta anos e mestre em medicina e este estudo foi retrospectivo, que significa que prontuários foram revistos e copilados dados para análise e que não permitem qualquer inferência.Se levantaram prontuários não se estabeleceu o instante do uso da medicação a ser testada,sabendo- se que o uso tardio é pouco efetivo pois o intuito deste medicamento é limitar a replicação viral observar só prontuários significa que muitos destes pacientes podem ter recebido a medicação em momento tardio. Grupo controle ou placebo usado pelos brilhantes cientistas nesta revisão foi daqueles pacientes que não receberam cloroquina e antibiótico de um a certa classe associados ou separado, ou seja grupo dito placebo recebeu com certeza algum medicamento (corticoide, antibióticos de outras classes, anticoagulantes e outros)pois ninguém internado com covid19 fica sem medicação. Isto não foi ignorância e sim má fé.

  28. Deus nunca foi comunista, qd preconiza o bem e doação deve-se faze de coração e não tomado a força daqueles que passara a vida inteira lutando para dar a vagabundos que nada fizeram a não ser pegar daqueles que lutaram a vida toda. E outra uma pessoa que ajuda a outra é porque ela tem condições para isso, miseráveis igualitários não tem condições para ajudar o outro. Comunista só vive bem com dinheiro alheio, as elites comunistas, (por sinal todos comunas são automaticamente excomungados, vide documentos da igreja),
    Portanto sempre tenho dito, para ser socialista/comunista tem que primeiramente BURRO, mal informado, ou tem DNA de bandido

  29. Meu caro ignorante, os estudos até agora foram mal desenhados e retrospectivos. Não há um estudo prospectivo porque não interessa ao grandes produtores de antivirais e vacinas. A cloroquina é uma droga segura sendo usado até por lactantes ( mulheres amamentando ). Usando mundo afora aos milhares de doses para outras patologias ( Malária, AR e LED ). Qto ao que você disse em relação ao uso ou não em fases iniciais da Covid-19, e que a maioria terá forma assintomática e não precisaria do uso, concordo. Mas lembre-se que uma grande parcela irá ter sintomas leves no início mas desenvolverão formas mais sérias. São milhares nesta situação, aí que entraria a cloroquina. Droga barata e de fácil acesso para os mais carentes.

  30. Interessante que as “experiências que provam o contrário” nunca são registradas em forma de pesquisas científicas… os “cientistas” que defendem o uso, nunca citam as fontes de pesquisas realizadas… e a boiada vai na mesma contradição: Se 70% da população vai pegar e 80% vai ser de forma leve, os que tão se recuperando na forma leve são pela medicação ou sistema imune aprendendo a se defender? Deixem de ser imbecis, procurem pensar um pouco e não seguir um Louco como este presidente. Não é defender lado, é ser sensato.

  31. Por que tu não toma anticoncepcional então? Previne a gravidez..ops.. ti é homem né? Pois vem tu já ouviu falar em contraindicações medicamentosas…É isto meu amigo. Eu por exemplo tomo um fármaco que podetia matar outras pessoas saudáveis (mestinon). Capicche?

  32. NOS DIAS DE HOJE, TUDO O QUE VEM DA TURMA DA GLOBO E APANIGUADOS; BEM COMO,DESSA OMS, NÓS TEMOS QUE CONSIDERAR O CONTRÁRIO DO QUE ELES DIZEM.POIS,O CONTRÁRIO É A VERDADE.

  33. A propria Globo noticiou em 2016, que HCQ era um excelente remedio para combater a zica. Eu fiz uso da quinina, no ano de 1959, para combater a malaria. Varios médicos ja administram para controle da artrose, com os devidos cuidados de acompanhamento de exames de sangue, TGO, TGP e exame de fundo de olho. Vamos acabar com o vies político e torcer para encontrarem o tratamento correto.

  34. Infelizmente regrediu amigo, a matéria está certa na sua colocação, um estudo clínico exige pré-requisitos para sua execução, na escolha de pacientes, definição de doses, divisão de grupos etc. Esse trabalho é um apanhado de dados, não houve padronização de dose e nenhum critério científico aplicado, apenas um levantamento de dados de pacientes com uma ou mais comorbidades que já estavam internados nina terceira fase da doença e que foi administrada a Hidroxicloroquina.

  35. Conclusão do estudo: We were unable to confirm a benefit of hydroxychloroquine or chloroquine, when used alone or with a macrolide, on in-hospital outcomes for COVID-19.
    Onde está a fraude? Quais os argumentos contra essa conclusão?
    O Sr Paulo Eneas ou é burro, ou é mal intencionado, provavelmente os dois.

  36. Coerência,lucidez,imparcialidade e bom senso não é predicado de comunista.Espero que seja por ignorância ou ilusão e não por intenção.Me recuso a acreditar que o ser humano regrida tanto.

    • Kkkk, chora mais, contra artigo científico, não tem argumento que se sustente.

  37. Quanta ignorância e BLASFÊMIA! Desde quando Deus é a favor da inversão de valores, destruição da família, genocídio de seres humanos no ventre materno, legalização das drogas, legalização da pedófilia? PEÇA PERDÃO A DEUS POR ESTA BLASFÊMIA! SATANÁS DISTORCE TUDO!

  38. Acho que vc que não leu. 48 hrs apos o resultado do teste positivo, o q pode ser em qquer fase da doença. Não foi 48hrs apos os primeiros sintomas.
    Antes do teste rápido, tinha gente q só dava o positivo depois de morto…. ai era p entrar com o remédio então???
    Não fala tbem qual foi o fator q determinou a indicação da droga. Não tem como padronizar num survey centenas de “ protocolos” De hospitais diferentes ( qdo dar, que dose etc)

  39. Esse é exatamente um dos problemas do estudo. Foi 48 horas após diagnóstico confirmado de covid em pacientes internados. Não relatam a fase de evolução da doença

  40. Tome hidrocloroquina para malária é muito bom e não tem efeito colateral, mas para a Covid, não tome pois pode matar kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  41. Procure com as informações da Dra. Nise Yamaguchi e ela dá nome de revistas que publicaram os estudos. Médicos do Albert Einstein têm protocolo de HDC junto de outros medicamentos para seus pacientes. Postaram até um vídeo afirmando do êxito deste tratamento. Dr. Uipi e Dr. Kalil ficaram curados usando HDC. O que não podemos é seguir orientação da OMS comunista que já errou demais, e de uma revista financiada por laboratórios que não querem o uso da HDC por ser barata e não terem lucro nessa venda.

    • Vai lá e pergunta o que ela acha da Lancet..uma das revistas mais respeitadas da área médica do mundo. O legal é gente ignorante dizendo que a revista tá em complô com a OMS mas que segue tudoooooo o que a OMS e a Lancet preconizam para prevenção e tratamento de outras doenças como o câncer.. kkkk..infelizes

  42. Não colocaram o link da pesquisa e não a leram. A pesquisa foi feita em cima de pacientes que foram diagnósticado com covid-19 e iniciaram o tratamento com a cloroquina ( hidroxicloroquina, cloroquina, cloroquina com azitromicina…) no mínimo 48h após o contágio!

  43. Olá povo, tenho uma vizinha ao lada esquerdo de minha casa, que foi curada do vírus, com a Hidroxicloroquina.
    Também se fizesse tanto meu, ela não era receitado para MALÁRIA no Pará, Mato Grosso, Roraima, Rondônia, Amazonas e Acre. Todos estes estados, muita gente contrai a Malária…

  44. Trabalhei 27 anos na indústria farmacêutica e digo uma coisa essa revista é patrocinada por vários Laboratórios Farmacêuticos os Laboratórios pagam ela públicar

  45. Leia direito: Nevertheless, a cause-and-effect relationship between drug therapy and survival should not be inferred.

    Está bem claro no artigo científico. Além disso, está bem claro que pegou dados de 671 hospitais.

  46. Quando sua vida está em suas mãos, quando sua vida é você que conduz, você toma suas decisões e se tiver algum grau de instrução e um pouco de inteligência saberá o que fazer. Más, quando sua vida está nas mãos de terceiros e estes decidem que medicamentos você vai tomar e qual procedimento você será submetido, você está lascado. Eu tenho alguns parentes e conhecidos que por tomar a hidroxclororoquina com aztromicina estão muito bem. Minha família tinha seringal no Amazonas, militares que atuam no norte sempre tomaram e ninguém morria, más cada um sabe o que lhe convém.

  47. Jorge meu filho. Quando vc pegar a Covid, sim pq assim com gripe ou resfriado todos pegam, nao use azitromicina e nem hidrocloroxina, fique pra morrer seu comunista fdp querendo falar mal do Mito e bem da tb comunista oms. Vafangulo tutti quanti

  48. Até que enfim alguém inteligente.
    Já chego a pensar que esses é mais umdaqueles sites patrocinados (pelo banco do brasil, por exemplo).
    Sinceramente, pensei que depois do COLLOR, estaríamos mais atentos a novos pseudo heróis.

  49. Veja o caso do Piauí!
    Vários depoimentos de pessoas que usaram que não foram noticiados. Na verdade não cura, mas evita que as pessoas sejam levadas a UTIs, assim como tantos outros medicamentos que estão sendo usados e não tem estudos científicos. Quando fizeram esses estudos, consultaram o Brasil sobre a senhora dosagem e que tipo de medicamento pode ser associado? No mínimo estranho isso?
    O médico Alexandre Calil tomou a hidroxicloroquina+ azitromicina+zinco e está bom.

  50. Eu diria que muitos remédios antigos e bons foram retirados de circulação por conta de não ter mais patente ativa. Eu diria que creio em muitas curas naturais.

  51. Vcs afirmam que “Diversas experiências no mundo mostram que o medicamento deve ser administrado nos primeiros dias”. Quem fez estas experiências? Onde foi publicado? Não achei qualquer trabalho sobre isso.

  52. Não entendo porque a mídia televisiva não dá ênfase as notícias internacionais, esclarecedoras de temas que são exaustivamente debatida, até parecem que estão a serviço do caos.

  53. Ja estou de saco cheio com esta polarização,que jugam todos contrários de comunista. Já foi comprovado que o laboratório, que lançou a ideia da cloroquina,pela quarta vez leva dinheiro para divulgar produtos sem eficácia. Dezenas de outras experiências tiveram resultados negativos. Caiam na real!

  54. Veja abaixo quais foram os testes do cientista francês Raoult que levou vários países do mundo a também testar e usar a hidroxicloroquina:
    O trabalho de Raoult incluiu resultados para 36 pacientes. Quatorze foram tratados com sulfato de hidroxicloroquina; seis foram tratados com uma combinação de sulfato de hidroxicloroquina e azitromicina; e 16 serviram como controle. No dia 6 do julgamento, 14 dos 16 pacientes do placebo ainda apresentaram resultado positivo para o vírus. Os pacientes que receberam hidroxicloroquina tiveram um desempenho notavelmente melhor, com apenas seis dos 14 testes positivos no dia 6. Mais encorajador, porém, foi constatar que todos os seis pacientes tratados com uma combinação de hidroxicloroquina e azitromicina se livraram do vírus.
    Em Marselha, Raoult ​​disse que lançaria um terceiro estudo, este entre 1.000 pacientes, na semana seguinte. Os resultados iniciais foram publicados em meados de abril. Raoult havia tratado 1.061 pacientes com uma combinação de hidroxicloroquina e azitromicina. O estudo não foi controlado nem randomizado; no momento da liberação da pré-impressão, oito pacientes haviam morrido e cinco permaneceram hospitalizados, enquanto 46 no total tiveram um “desfecho clínico ruim”. Os resultados foram resumidos como “98,7% dos pacientes curados até agora”. A terapia constituiu um “tratamento seguro e eficiente para o Covid-19”, escreveram os autores.

  55. Seria de suma importância publicar a fonte da reportagem, estamos vivendo uma guerra de informações e é fundamental se ter a fonte.

  56. Para mim, OMS, ONU, UNESCO, PENUD, UNICEF, são orgãos criados com as melhores intenções, mas que hoje estão totalmente infiltrados por esquerdistas e sendo assim não merecem a nossa confiança.

  57. ACREDITE EM VC MESMO PQ VC ESTÁ SENDO REALISTA E MATOU A CHARADA, ESTIVE VENDO A LISTA DE DOADORES A OMS E EXISTEM MILHARES DE LABORATÓRIOS QUE “COLABORAM” COM A OMS, O MUNDO ESTÁ DE CABEÇA PRA BAIXO, O CERTO VIROU ERRADO E O ERRADO QUEM ENFIAR GUELA ABAIXO COMO CERTO, PQP

  58. Estudo científico comprobatórios leva muito tempo e com essa doença é nova não há estudos conclusivos sérios com este remédio nem com outros. Então quem precisa usa logo a hidroxicloroquina que vem mostrando bons resultados quando administrada no início da doença.

  59. Desconfio que várias empresas de farmácia que estão dando dinheiro para OMS tem a haver com essa história.Em quem acreditar?

  60. Nem q não tenha. Só casos de recuperação mais rápida. Mas não use. Espere o remdisivir de 300 conto ou, se vc for tão científico assim, aguarde o fim dos estudos daqui há uns quatro anos…

  61. Não acredito na mídia internacional visto que está sempre do lado do movimento comunista, bem como a OMS, a qual foi até abandonada pelos Estados Unidos por suspeitarem que ela está a serviço da china

  62. É só dizer pra não usarem em você e na sua família!Enquanto isso o David Uip e o Kahlil usaram e todos os hospitais privados também.

  63. Tem pessoas que questionam o uso da HIDROXICLOROQUINA, mas aceitam o isolamento sem ter nunca sido aplicado para pandemias com resultados comprovados. Ou seja, falam de Ciência agora, sem ao menos saberem do que se trata.

  64. Temos um desgoverno que não aceita o contraditório… não aceita as evidências científicas. É uma unanimidade do negacionismo, contra uma das mais sérias pandemias da história mundial.

  65. Gostaria que o jornal postasse o link das pesquisas que comprovam o sucesso da administração da HCQ no início da ação do china vírus. Tenho um conhecido que é médico e estou em embate com ele, que sempre me pede prova científica em um estudo, mas não consigo encontrar. Encontro apenas casos clínicos, o que é bem diferente de estudo.
    Obrigado.

Deixe seu comentário