Fraude Científica Reconhecida: Autores do Estudo da Lancet Reconhecem Fragilidade das Fontes da Pesquisa

por angelica ca e paulo eneas
A revista médica britânica The Lancet publicou nesta quinta-feira (04/06) uma nota de retratação dos autores do estudo com cloroquina e hidroxicloroquina para tratamento de pacientes com vírus chinês. O estudo foi publicado no dia 22 de maio, conforme noticiado pelo Critica Nacional.

Segundo os três cientistas autores do artigo Hydroxychloroquine or chloroquine with or without a macrolide for treatment of COVID-19: a multinational registry analysis, eles não conseguiram completar uma auditoria independente dos dados que sustentam sua análise, de modo que não podem mais garantir a veracidade das fontes de dados primárias usados na pesquisa.

Ou seja, os autores reconhecem que a pesquisa, que foi usada para fazer propaganda internacional ampla contra a hidroxicloroquina, não tem valor algum e por isso solicitaram a sua despublicação, confirmando assim o que o site de notícias do Crítica Nacional afirmou em 25 de maio: a pesquisa divulgada pela The Lancet não passou de uma fraude científica.

A Fraude Científica da Revista The Lancet & da OMS Contra a Hidroxicloroquina

 

Deixe seu comentário