Cidadão de Cingapura Confessa Ser Espião da China Infiltrado nos Estados Unidos

por camila abdo e paulo eneas
Um cidadão de Cingapura declarou-se culpado após ser acusado de trabalhar como agente da China nos Estados Unidos. Conhecido como Dickson Yeo, o cingapuriano Juan Wei Yeo utilizou-se de sua empresa de consultoria política nos Estados Unidos como fachada para coletar informações para a inteligência chinesa, segundo a declaração de Juan Wei Yeo.

Dickson Yeo, declarou-se culpado em um tribunal federal por trabalhar como agente ilegal do governo chinês entre 2015 e 2019, ano em que foi preso nos Estados Unidos, informou o Departamento de Justiça dos EUA em comunicado emitido na semana passada. Segundo a BBC, Juan Wei Yeo já havia sido acusado anteriormente de espionar para a inteligência chinesa.

De acordo com Juan Yeo, seu trabalho consistia abordar oficiais de segurança norte-americanos para obter relatórios para clientes fictícios. Segundo documentos judiciais, Juan Wei Yeo foi recrutado pela inteligência chinesa em 2015 depois de fazer uma apresentação em Pequim. Na época, era aluno de doutorado em uma prestigiada universidade de Cingapura.


 

Deixe seu comentário