Rússia Procura Instituto Butantã para Produção de Vacinas Contra a Covid

por camila abdo e paulo eneas
O governo da Rússia formalizou proposta de parceria nesta quarta-feira (29/07) para a produção de vacinas contra o vírus chinês com o Instituto Butantã, localizado na zona oeste da cidade de São Paulo, adjacente ao campus Cidade Universitária da Universidade de São Paulo (USP).

O presidente do instituto, Dimas Covas, afirmou ao jornal Correio Braziliense, que a instituição havia sido procurado por emissários do governo de Vladimir Putin para tratar da vacina produzida em um instituto estatal russo propondo a parceria do Instituto Butantã para a  produção dessa vacina.

Dimas Covas não garantiu se o acordo será fechado: “Nós dissemos que podemos avaliar,  porque é uma tecnologia diferente, uma tecnologia que nós não conhecemos. Precisamos ter mais dados técnicos para poder fazer essa avaliação e precisamos de dados mais concretos em relação aos estudos que já foram feitos”.

O governo paulista continua seguindo a estratégia errada de focar em parcerias, seja com russos ou com os comunistas chineses, para produção de vacinas, enquanto deixa de lado a boa prática preconizada pela experiência médica: assegurar o tratamento precoce à covid e acesso a medicamentos que têm demonstrado resultados na etapa inicial da doença, especialmente a hidroxicloroquina.


 

Deixe seu comentário