Viúva de Adriano da Nóbrega Afirma Que Ex-Policial Foi Executado

por angelica ca
Júlia Emília Mello Lotufo, viúva do ex-capitão do Batalhão de Operações Especiais (Bope), Adriano Magalhães da Nóbrega, declarou aos promotores que ele foi executado e não morto durante troca de tiros com policiais segundo versão divulgada pela Secretaria de Segurança da Bahia a qual informou que ele teria resistido à tentativa de prisão.

De acordo com reportagem da Veja publicada nesta quinta-feira (30/07), o ex-capitão do Bope teria recebido recados reiterados enquanto estava foragido e caso não se entregasse seria assassinado.

Júlia Emília prestou depoimento por videoconferência no início desta semana, ela afirmou que no início não levou a sério a possibilidade, mas após informações com suas fontes oficiais no Rio de Janeiro, teria se convencido que a execução de Adriano Magalhães foi planejada.

Nóbrega era acusado de chefiar o grupo de extermínio conhecido como “Escritório do Crime” e de comandar um esquema de agiotagem, grilagem de terras e construções ilegais em Rio das Pedras, no Rio de Janeiro, envolvendo pagamento de propina a agentes públicos. Com informações de Revista Veja e DW.

2 COMENTÁRIOS

Deixe seu comentário