Vídeo de Reunião Ministerial: Perícia da Polícia Federal Concluiu Que Não Houve Edição

por paulo eneas
A perícia da Polícia Federal concluiu nesta segunda-feira (07/09) que não houve edição na gravação da reunião ministerial de 22 de abril deste ano que foi tornada pública por decisão do ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal. A reunião foi levada ao ar a partir de uma denúncia falsa do blogueiro Sérgio Moro, que na época acusou o Presidente Bolsonaro de suposta interferência indevida na Polícia Federal.

A divulgação do vídeo constitui-se em um ardil contra o então ministro da Educação, Abraham Weintraub, cuja fala na reunião foi distorcida para sugerir um ataque do ministro à instituição do Supremo Tribunal Federal, o que ensejou a narrativa para a queda de Abraham Weintraub.

Ficou claro posteriormente que o objetivo de Sergio Moro ao fazer a denúncia falsa contra o presidente era o de atingir Abraham Weintraub, principalmente considerando que o vídeo mostra um presidente reafirmando seus compromissos assumidos durante a campanha e cobrando seus ministros para honrar estes compromissos. Colaboração Camila Abdo. Com informações do Agora Notícias Brasil.


 

Deixe seu comentário