Ministério Público e Polícia Militar de São Paulo Deflagram Operação Contra o Primeiro Comando da Capital

por angelica ca
O Ministério Público de São Paulo deflagrou nesta segunda-feira (14/09) uma megaoperação contra a organização criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), uma das maiores do país e que atua dentro e fora dos presídios. No total, são cumpridos 12 mandados de prisão e cerca de 50 mandados de busca e apreensão, todos no Estado de São Paulo.

Segundo informações do Ministério Público paulista, o objetivo da força-tarefa é desarticular o atual comando da organização criminosa, depois que o principais chefes foram transferidos para presídios federais no ano passado. As investigações apontam que o comando atual da organização é formado por 21 pessoas que vivem na Bolívia, no Paraguai e também na África.

Batizada de Operação Sharks, a ação conta com o trabalho de oito promotores de Justiça e com a atuação da Polícia Militar de São Paulo e do 1º Batalhão da Polícia Militar de Choque (Rota). De acordo com as planilhas apreendidas pelos investigadores, a facção movimenta cerca de R$ 100 milhões por ano, principalmente com tráfico de drogas e arrecadação de valores de seus integrantes. Com informações de Gazeta Brasil, Metrópoles e Diário do Poder.


 

1 COMENTÁRIO

  1. Bacana demais mas acredito que essa planilha não reflete a realidade. Essa movimentação de 100 milhões de reais, que os investigadores encontraram, deve ser referente apenas as drogas vendidas na cidade de são paulo, e olhe lá. O trafico do PCC movimenta dinheiro em bi por ano.

Deixe seu comentário