Campanha Republicana Possui Onze Mil Testemunhas de Fraudes Nas Eleições Americanas

por paulo eneas
A campanha do candidato republicano Donald Trump reuniu onze mil testemunhas juramentadas de fraudes nas eleições americanas, além de ter em mãos cerca de quinhentos depoimentos por escrito indicando as evidências destes crimes. Estas fraudes incluem cédulas eleitorais com assinaturas idênticas, testemunhas de voto de pessoas que já morreram, cédulas que foram processadas várias vezes, entre outros.

A informação foi dada nesta terça-feira (10/11) pela Secretária de Imprensa da Casa Branca, Kayleigh McEnany, durante programa de Sean Hannity, na Fox News. O conjunto enorme de evidências e as declarações das testemunhas, todas elas juramentadas, jogam por terra o argumento cínico usado pelos democratas e pela própria grande imprensa de que Donald Trump estaria fazendo acusações “sem provas”.

As provas da fraude eleitoral, que a rigor devem ser chamadas de evidências, uma vez que provas propriamente ditas são produzidas no decorrer de um processo judicial, existem e são em abundância. Ocorre que a fraude nas eleições americanas não se limitaram ao ato de votar em si. A fraude também consiste na cortina de fumaça e na espiral do silêncio criada em torno das própria fraude pela grande imprensa, que age como se não tivesse ocorrido fraude alguma.

ELEIÇÕES AMERICANAS: A MATEMÁTICA DE UMA DISPUTA ACIRRADA E AINDA EM ABERTO

Deixe seu comentário