Procuradores-Gerais de Dez Estados Ingressam na Suprema Corte Contestando Processo Eleitoral da Pensilvânia

por angelica ca e paulo eneas
Um total de dez procuradores-gerais republicanos de dez estados norte-americanos uniram-se para entrar como amicus curiae na ação do Partido Republicano contestando a legalidade da votação por correspondência na Pensilvânia.

A ação pede à Suprema Corte de Justiça dos Estados Unidos que intervenha e reverta decisão da justiça da Pensilvânia, que autorizou o recebimento de cédulas de votação por correio até três dias após a data da eleição.

“A decisão da Suprema Corte Estadual da Pensilvânia ultrapassou sua responsabilidade constitucional, usurpou a autoridade do legislativo da Pensilvânia e violou a lei eleitoral”, diz a petição, assinada por procuradores-gerais de Ohio, Texas, Alabama, Arkansas, Flórida, Dakota do Sul, Kentucky, Missouri, Mississippi e Oklahoma.

A petição foi apresentada nesta segunda-feira (09/11) e pede que seja garantida a contagem de todos os votos legais, e que sejam excluídos da contagem os votos que não atendam às exigências da lei, segundo informou o procurador-geral do Missouri, Eric Schmitt. Informações de MaxNews, USA Today e Fox News

ELEIÇÕES AMERICANAS: A MATEMÁTICA DE UMA DISPUTA ACIRRADA E AINDA EM ABERTO

Deixe seu comentário